13 de julho de 2018

Heavy Metal Rock, muito mais que um sonho!!!

Hoje é um dia muito especial para o "Blogando Metal", 13 de julho é reconhecido aqui no Brasil como o Dia Mundial do Rock, e numa data tão significativa como essa eu presto uma justa homenagem a uma pessoa que acreditou em seu sonho acima de tudo, vamos falar um pouquinho sobre Wilton Marchini Christiano e a Heavy Metal Rock.

É, apesar de hoje parecer que a loja Heavy Metal Rock sempre fez parte da vida dos Headbangers tupiniquins, a coisa não foi bem assim, este ano a HM Rock completa 35 anos de existência, e foi lá na década de 80 que tudo começou, para ser mais preciso foi exatamente no dia 08 de setembro de 1983 que um sonho saiu do papel e começou a se materializar.


Os anos 80, podemos dizer, representam a era de ouro do Metal, bandas que hoje são monstros sagrados no estilo praticamente davam seus primeiros passos, e naquela época não tínhamos as facilidades de acesso a qualquer tipo de informação que temos atualmente, justamente por esse motivo um jovem resolveu abrir uma pequena loja em Americana (SP) com a finalidade de trazer informações e disponibilizar, dentro do possível, a maior quantidade material a um mercado sedento e crescente, este jovem tinha também a intenção de fortalecer a cena Underground na região, organizando diversos shows.


O jovem em questão é Wilton Marchini, e o ano de 1985 solidificou definitivamente seu sonho, neste ano a HM Rock foi a responsável por um marco na história do Metal nacional, a organização do show da banda Vulcano e a gravação do seu primeiro Live.


Mas a coisa não parou aí, ainda em 85 inicia-se a divulgação da loja em revistas especializadas no estilo, tornando a HM Rock conhecida nacionalmente, somando-se a isso, começaram também com suas vendas através dos correios para todo o país.


Em 1999 a HM Rock atinge uma nova fase com a inauguração de seu site e sua vitrine virtual, agora são conhecidos internacionalmente.


Hoje a Heavy Metal Rock é uma das maiores lojas especializadas em música pesada do Brasil, e também uma das maiores incentivadoras das bandas nacionais, lançando vários álbuns todos os anos.


Eu fico muito honrado em trazer a vocês um pouco desse sonho, mesmo que bem resumidamente, me sinto orgulhoso de falar sobre pessoas que assim como eu, amam verdadeiramente o Metal, e faço minhas as palavras de Wilton ... "O Metal não para!!!"

Convido a todos para que visitem o site da HM Rock, tenho certeza que irão se surpreender!


(Henrique Linhares)



Resenhas: Axel Rudi Pell - "Knights Call" (2018)


Axel Rudi Pell
"Knights Call"
2018
Steamhammer Records
Heavy Metal
Alemanha
8/10

Axel Rudi Pell é um músico extremamente talentoso, quanto a isto não resta a menor dúvida, e "Knights Call" seu novo álbum, lançado em março de 2018, inunda nossos ouvidos com a união desse dom a um Heavy Metal de extrema qualidade.

A parceria entre Pell e o vocalista Johnny Gioeli, iniciada em 1997, continua rendendo frutos cada vez melhores, o CD "Knights Call" é uma prova desta evolução, além disso, o alemão cerca-se também de músicos tão talentosos quanto ele.

Se você curte um Heavy Metal oitentista pautado numa atmosfera medieval, recheado de teclados bem ao estilo do Deep Purple (aliás cabe aqui um elogio a Ferdy Doernberg que realmente é muito bom), curte também guitarras rasgadas e solos super inspirados e por fim sabe valorizar um vocal poderoso e muito técnico, então você vai pirar com este CD.

Vejo como os grandes destaques deste álbum, além das guitarras de Pell e da voz privilegiada de Gioeli, as faixas "The Medieval Overture", uma pequena introdução que realmente é capaz de te transportar para um mundo diferente, "Long Live Rock" música com um refrão espetacular, "The Crusaders Of Doom" e "Beyond The Light" baladinhas que ilustram muito bem os meus elogios a Pell e Gioeli, e por fim "Tower Of Babylon" disparada a melhor canção deste trabalho mesclando com genialidade melodia e agressividade.

"Knights Call" é um disco para aquelas pessoas que nunca deixaram de amar o Heavy Metal e também para aquelas que estão aprendendo a cultivar este amor por um estilo que é muito mais que música simplesmente, é a nossa energia vital!

Faixas:

The Medieval Overture
The Wild And The Young
Wildest Dreams
Long Live Rock
The Crusaders Of Doom
Truth And Lies
Beyond The Light
Slaves On The Run
Follow The Sun
Tower Of Babylon

(Henrique Linhares)

14 de junho de 2018

Resenhas: Vulcano - "Live III - From Headbangers To Headbangers" (2018)


Vulcano
"Live III - From Headbangers To Headbangers"
2018
Heavy Metal Rock
Death/Thrash/Black
Brasil
9/10

Acaba de sair o novo ao vivo da banda santista Vulcano. Bom, falar desses caras é falar sobre a História do Metal nacional, e é justamente por este motivo que "Live III - From Headbangers To Headbangers" foi tão aguardado pelos fãs.

Muito mais que outro registro ao vivo da banda, este álbum acima de tudo é uma celebração. Gravado em outubro de 2017, "Live III" comemorou os 35 anos de carreira da banda, comemorou também os 34 anos da loja Heavy Metal Rock e principalmente celebrou a grandiosidade do Metal brazuca.

São 23 porradas diretas e extremamente certeiras, impossível não se arrepiar ao ouvir o vocalista Luiz Carlos Louzada "docemente" vociferar "... Os Portais do Inferno se abrem para vocês ..." para em seguida nos golpear violentamente com "Church At A Crossroads", daí para frente se segurem meus amigos, pois vocês serão massacrados por clássicos da banda como "Witches' Sabbath", "The Evil Always Returns", "Thunder Metal" entre outros, até ouvirmos "Welcome To The Army" nunca antes tocada ao vivo pelos caras, aí vocês pensam "acabou" .... acabou porra nenhuma!!!

Eu falei apenas do primeiro CD, é isso mesmo "Live III" é um álbum duplo, e a ignorância continua com "Red Death" e aí minhas crianças "... Ergam suas cabeças para que eu possa decepá-las ...", caramba essa é uma frase das mais fodas do Metal nacional, "Total Destruição", "Guerreiros de Satã" e "Legiões Satânicas" destroem tudo na sequência, o que eu narrei até aqui, por si só já vale muito mesmo para que vocês corram e comprem este trabalho, só que ainda tem mais, se preparem para a cereja do bolo, o disco "Bloody Vengeance" tocado brutalmente ao vivo na íntegra, como eu disse no início desta resenha, uma verdadeira celebração!

Seria um desrespeito de minha parte falar apenas das músicas deste trabalho ... gente a apresentação do CD é muito bacana mesmo! "Live III" é um álbum duplo, no formato digipack, com um acabamento muito cuidadoso, uma produção impecável, fotos incríveis, e uma explícita preocupação com cada detalhe, um presente e tanto para os fãs.

Faixas:

Disc 01

The Man, The Key, The Beast
Church At A Crossroads
Witches' Sabbath
The Signals
The Gates Of Iron
The Evil Always Returns
Propaganda And Terror
Thunder Metal
I'm Back Again
Awash In Blood
The Tenth Writing
Welcome To The Army

Disc 02

Red Death
Total Destruição
Guerreiros de Satã
Legiões Satânicas
Dominions Of Death
Spirits Of Evil
Ready To Explode
Holocaust
Incubus
Death Metal
Bloddy Vengeance

(Henrique Linhares)

7 de junho de 2018

Vídeos: White Wizzard - "Chasing Dragons"

Lançado em 2018, o álbum "Infernal Overdrive" da banda americana White Wizzard, recebeu boas críticas, inclusive a nossa, e os caras escolheram muito bem o primeiro vídeo do CD ...

"Chasing Dragons"


Ficou curioso pela resenha? é só clicar no link abaixo ...